Edição

Escrever é bom, eu amo.

Editar é uma paixão, um prazer.

Na minha jornada profissional tive várias oportunidades de editar livros e textos variados.

O trabalho do editor é sutil, porém fundamental e decisivo para que um texto ganhe fluência e capture o leitor. Por mais bem escrito que a obra seja, a edição permite ao autor falar mais diretamente com o leitor desde o início, mantendo-o preso à história até o final. É claro que a edição não salva, de jeito nenhum, um trabalho ruim. Quando isso acontece, o certo é reescrevê-lo.

A edição limpa, transforma, carrega alguns verbos ou lhes empresta a suavidade necessária se assim exigir a sentença, o parágrafo ou a intenção do autor. A edição, inclusive, sabe valorizar ainda mais a autenticidade de um texto escrito com verdade.

O bom editor olha, enxerga e aconselha. Não é à toa que toda empresa editorial conta com um profissional editor que lê, seleciona, sugere, modifica ou assente de forma profissional os originais enviados por pessoas de todas as áreas do conhecimento.

O editor é o olho crítico do escritor posto sobre tudo. É o leitor com olhar profissional que aponta, sugere, melhora… enfim, edita.

Eis alguns dos trabalhos nos quais participei com edição.